Close

Blog

ALOPECIA X E ALOPECIA PÓS TOSA – QUAL É A DIFERENÇA?

Hoje em dia muito popular, cães da raça Lulu da Pomerânia, conquistaram o coração de muitas famílias.

Uma das maiores preocupações ao buscar informações sobre a raça é a possibilidade do desenvolvimento de um quadro chamado Alopecia X, no qual os pelos do corpo do animal caem ficando apenas os da cabeça e patas.

O medo de que tal situação ocorra com seu bichinho faz muitos confundirem a “Alopecia X” com a alopecia pós tosa também possível de acometer cães como o Lulu que possuem pelame em dupla camada (pelo e sub-pelo).

Para esses animais, quando a tosa é realizada de maneira incorreta, não respeitando o limite do sub-pelo, o pelame pode demorar até 2 anos para voltar a crescer e fica a dúvida se a falha foi devido a tosa ou por Alopecia X.

Entretanto, algumas considerações devem ser feitas. Na alopecia pós tosa não existe a queda do pelo, esse fica baixo e não cresce diferente da alopecia X, doença genética, na qual o pelame fica rarefeito pois vai caindo e não é reposto.

Para Lulus, o ideal é evitar a tosa estilo “Boo”, que ficou muito popular devido ao fofo do cachorrinho que deu nome a essa tosa. Nesse procedimento o pelo e sub-pelo ficam muito baixos e com frequência demoram a crescer novamente. Para animais dessa raça procure a tosa estilo trimming, na qual as características raciais são preservadas e valorizadas.

Ainda assim ficou com dúvida se seu cãozinho tem Alopecia X? A avaliação veterinária especializada em dermatologia irá ajudar a diferenciar os dois quadros e propor o melhor tratamento para seu pet.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.