Close

Blog

POR QUE MEU CÃO COÇA?

Muitos tutores de cãezinhos bem cuidados se interrogam o porquê que seus animaizinhos não param de se coçar.

Parece até que quanto mais bem tratado pior, mais e mais o bichinho se coça.

O que fazer então? Muitas vezes esse animal  já foi submetido a inúmeros tratamentos mas nada parece ser totalmente eficaz. O que será que está acontecendo?

As principais causas de coceira crônica em cães são a presença de ectoparasitas (pulgas e carrapatos), as sarnas, as alergias e as infecções recorrentes de pele por bactérias ou fungos muitas vezes associadas a alguma outra disfunção do organismo como as alterações hormonais.

Assim, o que parece ser uma simples coceira que ninguém consegue resolver pode ser um problema bem complexo e que necessita de uma avaliação mais cautelosa para se chegar a verdadeira causa e efetivo tratamento.

É pela pele que muitas vezes sérios problemas sistêmicos se manifestam, o que torna a interpretação do quadro muito mais que o tratamento da ferida ou coceira.

Outro desafio é a compreensão de que, assim como existem doenças crônicas nos mais diversos órgãos  que necessitam de tratamento contínuo, algumas doenças cutâneas também necessitam de manejo por toda a vida. Da mesma forma que um diabético precisa ser tratado e monitorado, um animal com alergia a diversos fatores também necessita deste cuidado pela vida toda.

Para se chegar ao diagnóstico correto da causa real da coceira é necessária uma criteriosa conversa com o médico veterinário para investigar dentro do contexto de vida daquele animal quais os possíveis gatilhos que desencadearam o quadro. Além disso, muitas vezes é necessário promover exames complementares como raspados cutâneos, citologias, exames de sangue e imagem e até mesmo biópsias cutâneas. Essa avaliação cautelosa trará informações valiosas capazes de contribuírem  para um diagnóstico preciso e tratamento eficaz.


Esp MV Cristina Sartorato
CRMV-SP 14597

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.